Privacidade Acústica

Projetos de construções devem inserir impactos positivos e grande destaque no conforto acústico das edificações habitacionais. Ter residências vizinhas barulhentas é sempre um problema. Em especial quando se mora em apartamento, são barulhos de: música alta; choro de criança; móveis sendo arrastados; latidos de cachorro; sons que atrapalham o seu sossego. 

Vizinho barulhento existe lei pra isso

Os conflitos que têm como causa à barulheira dos vizinhos, tornou-se a segunda queixa mais comum em condomínios, atrás apenas da falta de pagamento de taxas. Quando a política da boa vizinhança já não basta e as reclamações na portaria são insuficientes, chega a hora de apelar para instâncias maiores. De acordo com o artigo 42 da Lei Federal das Contravenções Penais (Lei nº 3.688, de 3 de outubro de 1941), qualquer cidadão brasileiro está sujeito a multa, ou reclusão de quinze dias a três meses, ao perturbar o sossego alheio com gritaria e algazarra, por exercer profissão incômoda ou ruidosa, abusar de instrumentos sonoros e provocar o barulho animal.

 

Os edifícios são obrigados a atender a certos requisitos técnicos, mas que nem sempre eles são suficientes para isolar o barulho. Paredes, lajes e pisos de espessuras cada vez mais finas, assim como o uso de janelas comuns, são os principais responsáveis pelo desconforto. Preocupados com o isolamento acústico dos apartamentos, alguns prédios novos, tem utilizado deste benefício como diferencial, mas, na realidade, essa é uma das determinações da norma de desempenho de edificações habitacionais (NBR 15.575), que está em vigor desde o dia 19 de julho de 2013 e prevê, entre outras especificações, o conforto acústico como pré-requisito em construções.

Soluções simples de Drywall ou de alvenaria atendem as necessidades acústicas básicas de casas e apartamentos. Para níveis de desempenho mais elevados, são necessárias soluções mais sofisticadas, como paredes de alvenaria duplas, sistemas duplos de drywall ou sistemas mistos de alvenaria e drywall.

 

A lã de rocha é excelente para isolamento térmico e acústico, e ainda é incombustível, não causa dano e é duradouro. A lã de rocha pode ser aplicada sob coberturas, sobre forros vazados, sobre forros falsos, entre telhas metálicas, entre alvenarias e entre divisórias.

A lã de vidro também é indicada para isolamento térmico. É caracterizada por baixa condutibilidade térmica e alto índice de absorção acústica, podendo ser utilizada na construção civil e em indústrias.

 

Um bom isolamento acústico proporciona maior conforto acústico nos ambientes internos, melhorando o conforto ambiental de edifícios, o que é um fator que colabora na sustentabilidade de projetos arquitetônicos. Quando o diálogo com o vizinho não dá resultado, o melhor é recorrer a revestimentos e acessórios para “blindar” sua residência, com  isolamento acústico e  revestimento acústico.

Publicado por:

Rosto

Admin Arq e Decor